Primeiros Socorros para Ciclistas
Primeiros Socorros, Segurança

Primeiros socorros para ciclistas

Pela lei no Brasil, o crime de omissão de socorro pode dar detenção de 1 ano e 6 meses ou multa, o artigo 135 diz:

Art. 135 – Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública

Avaliação da vítima nos Primeiros socorros

A avaliação da vítima deve ser feita em duas etapas, primeiramente a avaliação primária consiste em identificação e preparação para próximas etapas. Um exemplo é que o socorrista antes de qualquer atitude deve se atentar ao local do ocorrido para que ele não se arrisque. Em primeiro lugar deve-se cuidar da sua segurança para depois cuidar do outro.

Segundo, continuando a avaliação primária, depois de avaliar o local o socorrista deve verificar se a vítima está consciente, pedir ajuda ao socorro especializado, liberar vias aéreas estabilizando a coluna serviçal, verificar respiração, circulação e depois grandes hemorragias.

Posteriormente o socorrista deve fazer uma avaliação, mais minuciosa, para isso, se a vítima estiver consciente, pergunte o que ela está sentindo, se ela não estiver consciente deveremos avaliar a vítima por completo, da cabeça aos pés.

Primeiros Socorros para Ciclistas
Avaliando a Situação

Primeiros Socorros para ciclistas – Insolação

A Insolação pode vir em diferentes graus de profundidade, podendo até causar a morte. Podem ser notados Em disposição, sensação de fraqueza, vertigem, enjoo, náuseas, dificuldade em pensar obscurecimento da visão, rosto avermelhado e seco. Contudo, Em casos mais graves pode-se notar dormência, desmaio, coma, febre, podendo chegar a morte.

Para tratar a vítima o socorrista deve colocá-lo isolado na sombra com cabeça pouco baixa dando água fria devagar, molhando cabeça e peito da vítima. Em casos mais graves se deve enrolar a vítima desnuda em lençóis molhados, os mantendo sempre assim.

Primeiros Socorros para Ciclistas

Primeiros Socorros para ciclistas – Problema de Respiração

Em caso de asfixia o socorrista deve analisar boca e garganta para extrair possíveis corpos estranhos como, por exemplo, terra, pedras, sementes, caroço de frutas ou até mesmo aparelhos móveis de próteses como aparelho de dente móvel.

Estimule a tosse para fazer como que é vítima expulse o material aspirado Que pode estar causando a asfixia. Contudo, não coloque a mão dentro da boca da vítima.

Palmadas no meio das costas podem ser uma solução para que a vítima libere o que está ocasionando a asfixia, caso não resolva vá para trás da vítima Passe as mãos pela cintura, com uma das mãos e o punho cerrado coloque a sobre a barriga logo acima do umbigo, cubra o punho com a outra mão E pressione para dentro e para cima, repita este procedimento quantas vezes for necessário.

Por fim, caso os procedimentos anteriores não funcionem, o socorrista deve iniciar o RCP (Ressuscitação Cardiopulmonar). Veja abaixo como realizar o RCP em adultos e recem nascidos.

Primeiros Socorros para ciclistas – Queimaduras de Sol

As queimaduras podem vir em 3 graus diferentes, a queimadura de 1° Atinge a primeira camada da pele (Epiderme), neste caso a pele fica avermelhada e inchada com dor presente.

A queimadura de 2° grau Atinge a primeira e a segunda camada da pele causando vermelhidão e bolhas, provocando dor acentuada.

Por último temos a queimaduras de 3° grau, atingindo todas as camadas da pele, músculos e ossos causando necrose do tecido com coloração esbranquiçada ou escura, nestes casos não existe a presença de dor.

Queimaduras de Sol

Embora a queimadura de sol aconteça principalmente durante o verão, também é possível durante as outras épocas do ano. No inverno inclusive o reflexo da neve branca pode acarretar agravamento da queimadura.

O horário é um fator determinante para a intensidade do Sol, pegar sol pela manhã ou à tardinha é muito mais aconselhado que pegar sol entre 10 e 14 horas, além disso, o horário de meio-dia é o pior de todos, pois, a intensidade é 2 vezes mais forte.

Em caso de queimadura solar, que geralmente está no primeiro grau, coloque a vítima em um ambiente fresco e ventilado de repouso, tente resfriar o corpo e dê líquidos se ela estiver consciente.

Hipotermia

Em casos de hipotermia, quando a temperatura corporal está abaixo de 35 °C, devemos analisar se ela é leve, moderada ou grave. A leve está em 32 a 35 °C, a moderada vai de 30 °C a 32 °C e agrave está abaixo de 30 °C.

No caso da hipotermia leve é necessário apenas o reaquecimento do corpo, por segurança carregue sempre um cobertor térmico no seu kit de primeiros socorros caso vá para algum lugar frio, possível colocar a vítima em um banho morno o aplicar compressas quentes. Para completar o tratamento de líquidos mornos contendo açúcares.

Em hipotermia moderada ou grave além de realizar os procedimentos anteriores, monitore os sinais vitais da vítima previna choques e caso necessário faça RCP.

Congelamento

Em caso de congelamento da vítima, faça imersão em água morna, proteja a área contra pressões ou pancadas e não faça massagem. A roupa da vítima só deve ser retirada depois de descongelarem.

Primeiros Socorros para Ciclistas
Queimaduras

Primeiros Socorros para ciclistas – Descargas Elétricas

O Brasil é campeão mundial em incidência de raios, este é um dado levantados pelo instituto nacional de pesquisas espaciais (IMPE). Porém, essas diz cargas não vem somente do céu, elas também podem vir do solo ou de outro meio artificial, como, por exemplo, um fio desencapado.

A intensidade da queimadura vai depender da voltagem e da resistência está corrente que passar pelo corpo através da pele. Essas descargas podem provocar queimaduras locais, parada cardíaca E também parada respiratória.

Embora a bicicleta tenha pneus de borracha, ela não oferece proteção suficiente contra raios, principalmente debaixo de chuva. Para evitar os raios o ciclista deve desmontar da Bike, Evitar lugares altos ou áreas abertas e isoladas.

Se achar que está em iminência de levar um raio, a primeira coisa a se fazer é se livrar de qualquer corpo metálico que esteja com você, depois disso ajoelhe-se em um local seco, use aqui os alforjes ou a mochila como um isolante, com os pés juntos e curve-se para frente, coloque a cabeça entre os joelhos e tampem os ouvidos com as mãos para prevenir o rompimento dos tímpanos.

E se ela levar a descarga elétrica?

Caso a vítima seja atingida pela descarga elétrica, o socorrista Não deve tocar na vítima, principalmente se o causador for um agente externo, neste caso afaste a vítima usando um pedaço de madeira seca da fonte Antes de iniciar o atendimento.

Faça a avaliação primária verificando as vias aéreas, caso necessário faça a reanimação RCP. Procure a entrada e a saída da corrente elétrica protegendo a queimadura com um pano limpo. Por fim, leve a vítima ao hospital, prestando atenção para caso precise fazer a reanimação.

Descargas Elétricas
Descargas Elétricas

Primeiros Socorros para ciclistas – Desidratação

A desidratação do ciclista geralmente desencadeia a queda dele, pois, ela faz com que ele realize movimentos bruscos, perdendo assim, O controle da bicicleta.

Ao se fazer exercício físico o atleta acaba suando, se perde mais do que repoem água do corpo perdido no suor, causa a desidratação. Nesses casos, para evitar isso, é aconselhável o ciclista tomar água com um pouco de sal, uma ótima receita para isso é o isotônico caseiro.

Os sintomas da desidratação são dores de cabeça, boca seca, pele fria e pegajosa, tontura, náusea e vômito, fraqueza, câimbra, dores musculares.

Para os primeiros socorros nesses casos deite a vítima em um local com sombra, afrouxe suas roupas, tire seu calçado, hidrate a vítima com isotônico ou soro caseiro, dando o líquido aos poucos para a vítima.

Primeiros Socorros para ciclistas – Cãibras

Quando os músculos do corpo se contraem Comprimindo os nervos causam dor intensa chamada Câimbra.

Ela pode ser ocasionada por cansaço, mas circulação do sangue no corpo, frio intenso, emoções violentas o pânico que ocasionam choque, alteração no sangue ou no músculo que ele irriga, músculo posicionado anormalmente, ingestão de bebidas alcoólicas.

Para evitá-las o ciclista deve cuidar da sua saúde, pois, ela atinge normalmente os enfermos.

Caso a câimbra apareça mude de postura no selim, ou pare a bicicleta estique o membro contraído, se estiver frio tente aquecer, faça massagem para reestabelecer a circulação.

Para concluir, dissolva uma colher de chá de sal em 250 ML de água e dê para a vítima beber. O isotônico também é aconselhado, pela existência dos seus sais minerais, seja caseiro ou comprado no mercado.

Cãibras
Cãibras

Primeiros Socorros para ciclistas – Anafilaxia ou Alergia extrema

Caso o ciclista seja alérgico, deve ter isso registrado em local de fácil acesso, em uma pulseira, um adesivo na bicicleta, ou carteira do ciclista. Caso esteja pedalando em grupo informe aos seus amigos a sua alergia.

Sempre ande com o antialérgico que você costuma tomar. Em casos mais extremos o socorrista deve realizar RCP se necessário e buscar ajuda médica o mais rápido possível.

Primeiros Socorros para ciclistas – Assaduras

As assaduras geralmente são causadas por vestimenta de baixa qualidade, uma boa dica para evitar as assaduras, é passar vaselina sólida no local antes de pedalar, este produto é vendido na farmácia importes de variadas marcas e tamanhos, alem de não usar roupas de baixo (cueca e calcinha) junto com bermudas de ciclismo.

Tente Investir em roupas apropriadas para o ciclismo, dê preferência para Bermudas, calças ou bretelles De gel com densidade alta. Caso necessário, após o pedal, passe hipoglós na assadura. O uso de hipoglós e vaselina sólida nos pés também ajuda a evitar bolhas, para isso use a vaselina antes e hipoglós depois do pedal.

Primeiros Socorros para ciclistas – Ataques de animais

O ataque de animal mais comum no ciclismo é o canino, porém, não é raro o ataque de vacas, abelhas e vespas, ursos e alces. Por outro lado, o ataque de cobras é um pouco raro, principalmente quando o atleta está pedalando.

Ataque de Cachorros

O ataque de cachorro é comum, pois, ele persegue a roda da bicicleta que está em movimento, além disso, ele também costuma perseguir o pé do atleta que está fazendo movimentos circulares junto com o pedal.

Caso o cachorro seja pequeno o ciclista pode continuar pedalando evitando ser mordido, falar firmemente um comando para o cachorro sair de perto como, por exemplo, “sai”, “fora”, “passa”, ou jogue água da sua caramanhola, ou enchendo a boca com sua água e cuspindo no cachorro.

Se estiver pedalando em grupo tente assustar o animal junto com os seus amigos. Caso o cachorro seja mais agressivo o ciclista deve sempre manter um tom de voz firme e não demonstrar medo nem insegurança.

Em caso de mordida comprima diretamente o ferimento usando um pano ou gaze, caso você esteja socorrendo algum amigo use luva ou um saco plástico para não se contaminar com o sangue do colega. De um membro acima do nível do tórax para dificultar o fluxo sanguíneo.

Ataque de Abelhas ou Vespas

No caso de ataques de abelhas ou vespas, o ocorrido é para a defesa de suas colmeias. Um dos sinais já está aqui iminente é o barulho que elas produzem, localize de onde está vindo o barulho e fuja na direção oposta.

Se o ataque já estiver ocorrendo corra em zigue-zague, tirando suas roupas para deixar no meio da trilha seu cheiro, dispersando o ataque. Proteja também seu rosto e sua cabeça.

Não adianta se debater, pois, isso irá atrair, mas ainda as abelhas ou vespas. Nem pule na água achando que elas vão desistir de você, pelo contrário, elas vão esperar você emergir para te atacar.

Caso a situação seja de alergia remova a vítima para um local seguro e arejado, sempre avaliando o primeiro ambiente para que o socorrista não se coloque em risco, afrouxa as vestes da vítima E fique preparado para realizar a reanimação caso necessário. Caso necessite transportar a vítima para o hospital, leve ela de lado.

Primeiros Socorros para Ciclistas - Abelhas
Abelhas

Ataque de Alce

Caso você encontre um alce, O que é bastante comum na América do Norte em alguns países da Europa e da Ásia, não dê as costas para ele, pois, eles costumam atacar pelas costas. Use sua mochila ou a bicicleta (caso seja leve) Para aparecer maior do que realmente é, colocando-a acima da sua cabeça.

Tente fugir e se esconder atrás de uma árvore, casual se derrube no chão enrole como uma bola e proteja sua cabeça, caso perceba que o Alceu foi embora espere para levantar, não faça isso rapidamente.

Os alces podem parecer lentos, porém, eles atingem a velocidade de 48 km por hora, então, nada de montar na bicicleta e tentar fugir. No inverno, principalmente, este animal tem de a ser mais agressivo, por conta da fome e da exaustão de caminhar na neve. Durante o final da primavera e início do verão as fêmeas ficam mais agressivas por estarem defendendo os seus filhotes, no outono durante a época de reprodução quem fica agressivo são os machos.

Ataque de Urso

Os ursos podem ser encontrados em diversas regiões do mundo, nos Andes, o Canadá, No sul da Ásia e no norte da Europa. O que fazer caso você se depare com um urso no meio de um pedal?

Diferente do que a TV mostra, os ursos não são tão malignos quanto a crença popular imagina, por ano é registrado em média somente 3 ataques fatais de ursos. Isso se dá porque eles costumam evitar os humanos, é comum em camping em regiões que possui ursos que os humanos fiquem a poucos metros de distância dele sem nem se dar conta disso. Eles possuem muito mais medo de você do que você deles.

Caso você esteja fazendo um bikingpack, guarde a comida em um recipiente a prova de ursos, não deixe sua pasta de dente perto da sua barraca, pois, eles podem ser atraídos pelo cheiro. Não encoste de forma alguma neles, pois, podem ficar amedrontados e atacar.

O que fazer em caso de Ataque de Urso Iminente?

Caso o ataque de urso seja iminente, mantenha a calma, se estiver pedalando em grupo fiquem juntos, caso esteja com o spray anti urso, pegue-o devagar, de alguns passos para trás, enquanto fala de maneira calma. Esta ação geralmente é suficiente para espantar o animal, se por fim isso não der certo, continue se afastando e escolha outro caminho para seguir. Caso você tenha certeza de que é um urso negro você pode falar em tom firme para ele ir embora, contudo, só faça isso se tiver certeza de que é um urso negro, os ursos pardos não irão aceitar um tom de voz mais firme.

Porém, devemos tomar cuidado, pois, além do seu nome ser auto explicativo, o urso negro pode ser marrom e o pardo pode ser escuro. Caso ele resolva se aproximar use o spray anti urso borrifando na cabeça do animal, isso fará com que o urso fuja.

Animais Selvagens no Pedal
Animais Selvagens no Pedal

Primeiros Socorros para ciclistas – Quedas

Quedas Pequenas

Caso a queda seja simples, com pequenas feridas ou arranhões, lave o ferimento com água para remover os corpos estranhos, use as mãos para isso. Use um antisséptico, caso você seja um socorrista pule a etapa do antisséptico e procure um médico, pois, o paciente pode ter alergia a medicamentos.

Quedas Maiores

Caso a queda tenha sido grande, se estiver em centros urbanos, mantenha a vítima Nas condições encontradas e aguarde o socorro especializado. Elas só podem ser removidas ou manipuladas em casos de risco de morte, neste momento deve ser realizado o RCP caso necessário.

Nesses casos é comum a fratura, onde existe a ruptura da estrutura óssea, podendo ser uma fratura exposta, quando o osso sai para fora do corpo ou fechado, quando não tem o rompimento da pele.

A entorse que pode ser causada por torção violenta e a luxação, lesão produzida pelo deslocamento de uma articulação podem também ser observadas em quedas.

A conduta que o socorrista deve ter é imobilizar a vítima, remover as roupas cortando-as para minimizar problemas, assim como remover anéis e pulseiras, imobilizar o local afetado, podendo usar neste momento madeira, galhos de árvore. É importante que a vítima seja imobilizada da maneira que foi encontrada, nunca alinhe a vítima.

Coluna Vertebral

Lembre-se que esta queda pode ter atingido a coluna vertebral do ciclista, seja extremamente cuidadoso lembrando que qualquer movimento brusco pode causar uma lesão permanente, inclusive ao tentar mover a vítima. Tente sempre mantê-la calma e imóvel, principalmente se ela estiver consciente, mantendo o seu pescoço alinhado com o resto da coluna.

Uma boa dica, usar Câmara de ar da bicicleta como colar cervical, enrole a Câmara no pescoço da vítima e encha com a bomba portátil. Caso seja necessário mover a vítima ao hospital, você pode usar tábua de madeira ou até mesmo a sua bicicleta como marca.

Quedas durante o Pedal
Quedas durante o Pedal

Kit de Primeiros Socorros Para ciclistas

Caso você esteja indo pedalar em locais remotos ou use mochilas e alforjes para pedalar, vale montar um kit de primeiros socorros, para saber mais sobre kit de primeiros socorros acesse este link.

Não esqueça que não adianta nada ter o kit de primeiros socorros e não saber usar, por isso nós também recomendamos que os ciclistas façam um curso básico de formação de socorristas (curso de primeiros socorros) procure a cruz vermelha da sua região, aqui deixo o link dos cursos da Cruz Vermelha no Rio de Janeiro.

Conclusão

Dizem que os atletas costumam ter uma vida mais longa, contudo, podem ter problemas durante seus pedais, necessitando às vezes de primeiros socorros para ciclistas.

Por isso é imprescindível saber o que fazer para resguardar a vida da vítima, pois, a ação imediata, feita por uma pessoa treinada, logo após a situação de emergência, pode diminuir o sofrimento, evitar mais lesões e aumentar a chance de sobrevivência das vítimas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s